ESPAÇO PARA PORTUGUESES NACIONALISTAS
 
InícioPortalCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Uma brasileira quase portuguesa

Ir em baixo 
AutorMensagem
Silvia
descriminado
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 15
Idade : 46
Data de inscrição : 14/08/2008

MensagemAssunto: Uma brasileira quase portuguesa   Seg Ago 18, 2008 1:22 pm

Isto agora é noticiado... será que esperam que eu fique feliz com esta notícia? é lamentável! Tirei agora da página da iol
http://diario.iol.pt/sociedade/brasil-imigracao-historias-de-vida-brasileiros-imigrantes-portugal/982183-4071.html

Carla Lima tem 27 anos e vem de São Gonçalo, do outro lado da ponte no Rio de Janeiro, mas nunca conheceu o Cristo Redentor. Terminou os estudos, tentou entrar para a universidade mas não passou nos exames. Aproveitou o convite de uma prima, que já vivia em Portugal há 13 anos, para embarcar na aventura. «As oportunidades não se perdem», explicou esta brasileira adaptada a terras lusitanas.

Recebeu o convite em Março, quando a prima foi de férias ao Brasil, e em Maio já estava em Famalicão. Veio trabalhar para uma fábrica de gangas e ao fim de seis meses conseguiu legalizar-se. Agora, a trabalhar numa empresa de carnes, faz um balanço positivo de sete anos a viver em Portugal.

A primeira dificuldade que encontrou foi o «idioma», porque apesar de o português ser língua comum, os sotaques, as pronúncias e o vocabulário são diferentes. «Muitas vezes ligava a televisão e não percebia nada», conta. «Eu morava no centro de Famalicão e tinha medo de ir à feira porque, se me perdesse não sabia o que fazer, não sabia a quem perguntar já que não percebia nada», recorda Carla.

«Vocês têm novelas brasileiras, música brasileira e cultura brasileira, nós, no Brasil, temos o Roberto Leal e pouco mais», ironizou. O clima também foi uma grande barreira para a carioca que, no primeiro ano, andou seis meses constipada. «Venho de um país de 40 graus, curava uma gripe e a seguir já tinha outra, ainda demorou algum tempo para me habituar».

Prima fez-se passar por tia para impedir que Carla fosse deportada

A vinda para Portugal não foi fácil. Logo à chegada ao aeroporto sentiu na pele a discriminação, de que as mulheres brasileiras são vítimas. «Eu vim sozinha e a minha prima estava cá à minha espera. Menina nova, vinha do Brasil sozinha, não tinha em dinheiro o valor recomendado e por isso fui logo bombardeada com perguntas». «Tive que mentir. Disse que a minha prima era minha tia, tínhamos o mesmo sobrenome, e que vinha passar férias».

Carla foi acompanhada pelas autoridades até à saída do aeroporto, onde teve que comprovar a presença da «tia». O agente obrigou-a a assinar um documento, em como se responsabilizava por Carla e garantia que a «sobrinha» regressaria ao Brasil, depois do tempo regulamentar. E foi assim, que a «tia» de Carla fez com que não fosse deportada.

De há sete anos para cá o tratamento aos imigrantes mudou muito

«Quando cheguei à confecção as pessoas pisaram-me um pouco, mas eu também tinha medo dos portugueses, não tinha defesas. Apesar de ter feito amigos estava sempre com o pé atrás», explicou.

Depois de algum tempo em Portugal, Carla chegou à conclusão de que os brasileiros imigrados são um pouco egoístas, «os brasileiros cá não são tão unidos como no Brasil. Não é que não nos ajudem mas pensam sempre, "se eu sofri você também tem que sofrer", e acabam por nos fazer sentir sozinhos».

Já estava há algum tempo em Portugal quando começou a fazer BTT e com as bicicletas veio o convívio. «Muitas vezes vou a convívios de BTT, maioritariamente frequentados por homens, e eles sempre me respeitaram. Acho que o povo português sabe respeitar».

Depois de estar a trabalhar, optou por estudar e começou um curso profissional na escola DIDAX, «vim do Brasil com o objectivo de dar continuidade aos meus estudos». Carla tem um sonho, o sonho de poder um dia frequentar o curso de engenharia para poder, mais tarde, trabalhar numa refinaria.

É uma carioca que não gosta de praia e, por isso, afirma muitas vezes ser uma «falsa brasileira». Prefere o monte, o campo e está apaixonada pelo Gerês. Conhece muito de Portugal através dos convívios de bicicleta e não se importava de ir viver para Lisboa porque, apesar de não conhecer o Cristo Redentor, conhece o Cristo Rei. Quanto à hipótese de voltar para o Brasil para já, pelo menos, Carla não pensa nisso, até porque estás prestes a pedir a cidadania portuguesa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ruka88
revoltado
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 37
Idade : 45
Data de inscrição : 26/07/2008

MensagemAssunto: Re: Uma brasileira quase portuguesa   Dom Out 05, 2008 8:50 am

Isto serve para mandar areia para os olhos!
que hipocrisia....!
Mad

_________________
RUKA88

Só os mais Fortes Sobrevivem!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Predador
Portugues revoltado
avatar

Número de Mensagens : 58
Data de inscrição : 25/07/2008

MensagemAssunto: Re: Uma brasileira quase portuguesa   Ter Out 07, 2008 4:17 pm

morte aos traidores
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pat nacionalista
descriminado
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 14
Idade : 42
Localização : Queluz
Humor : sarcástico
Data de inscrição : 08/10/2008

MensagemAssunto: Re: Uma brasileira quase portuguesa   Qua Out 15, 2008 3:01 pm

Piores são aquelas que vem desesperadas à procura da nacionalidade que tudo fazem para o conseguir, destroem casamentos, aparentemente estáveis, e alguns já com uns bons anos:( agarram-se a qualquer "carcaça" que lhes propocione cama mesa e roupa lavada e por ultimo a tão desejada nacionalidade.....nem que para isso tenham que engravidar Sadó povo de merda que não olha a meios para conseguir fins Evil or Very Mad Evil or Very Mad Twisted Evil :

_________________
"A grandeza de um país não depende da extensão de seu território, mas do carater do seu povo." (Colbert)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Predador
Portugues revoltado
avatar

Número de Mensagens : 58
Data de inscrição : 25/07/2008

MensagemAssunto: Re: Uma brasileira quase portuguesa   Qua Out 15, 2008 5:29 pm

mas e que e mesmo povo da merda
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Uma brasileira quase portuguesa   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Uma brasileira quase portuguesa
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FORUM NAÇÃO :: NOTICIAS-
Ir para: